Compartilhe esse conteúdo

Após ser divulgado e adiado, o edital do concurso para o Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJ-PA) voltou a aceitar inscrições. As 200 vagas se destinam a candidatos de níveis escolares Médio e Superior, de diferentes especialidades.

A remuneração total para oficiais de justiça pode chegar a R$ 11.719,75 mensais, numa jornada de 30 horas semanais.

As inscrições vão até o dia 22, pela internet (www.cebraspe.org.br).

Um dos diferenciais da prova, que será realizada em 19 de janeiro próximo, é o método Cespe. Nesse sistema, diversos assuntos são abordados de maneira aprofundada.

“A banca da Cespe, quando elabora provas, faz testes de múltipla escolha que envolvem uma grande quantidade de matérias num mesmo teste, falando sobre várias coisas ao mesmo tempo”, explica o professor universitário Fabricio Posocco. Ele diz que essa prova exige um preparo especial e dá a dica de estudar exames anteriores de outros TJs, pois estes costumam utilizar a banca elaboradora do método Cespe.

Além de se preparar pelos estudos, o candidato que se interessar pelo certame do tribunal paraense precisará levar em consideração outro fator: estar longe de casa. De Santos (SP) a Belém, capital do Pará, a distância é de quase 3 mil quilômetros.

O salário para os admitidos é tentador, mas Posocco lembra que o concorrente deve ponderar outros fatores antes de se inscrever.

“A gente tem que lembrar que o custo de vida é diferente. A remuneração não pode ser a única condição para prestar o concurso, é preciso conhecer o local onde se trabalhará, as condições de trabalho, de vida e transporte”, orienta.

Ele sugere realizar uma boa pesquisa sobre a infraestrutura das cidades de destino antes de se inscrever e aponta a internet como aliada para obter informações.

Esta reportagem foi escrita por Lucas Pinto para A Tribuna. Foto: Photl

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *