Compartilhe esse conteúdo

O contágio pela covid-19 caracteriza atualmente uma doença ocupacional. O Supremo Tribunal Federal reconheceu como doença do trabalho o caso de contaminação de funcionário pelo novo coronavírus.

Desse modo, o trabalhador passa a ter direito às despesas médicas e à estabilidade provisória. Na prática, o empregador deve arcar com as despesas médicas que forem necessárias para a recuperação do empregado, como tratamentos, internações, exames e medicamentos.

Se o afastamento for maior do que 15 dias, o trabalhador passa a receber o auxílio-doença do INSS. Quem é afastado pelo INSS, ganha o direito à estabilidade no emprego por um ano desde que apresente os demais requisitos da lei.

Para mais informações sobre doença ocupacional e contágio pela covid-19, procure um advogado de sua confiança ou a OAB da sua cidade.

Ouça a coluna De Olho No Seu Direito, com professor Fabricio Posocco/NovaFM

Posocco & Advogados Associados · Direitos do trabalhador que contrai covid-19 #NovaFM

Foto: Prostooleh/Freepik

OUTRAS INFORMAÇÕES

Reportagens em vídeo: posocco.com.br/tv
Reportagens em áudio: posocco.com.br/radio
De Olho No Seu Direito: posocco.com.br/#videos
Estes conteúdos também são encontrados no SoundCloud e no YouTube.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

Facebook: facebook.com/PosoccoAssociados
Instagram: instagram.com/PosoccoAdvogadosAssociados
YouTube: youtube.com/PosoccoAdvogadosAssociados
SoundCloud: soundcloud.com/posocco
TikTok: tiktok.com/@posocco
WhatsApp: (13) 99200-9191 e (11) 99217-5115

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *