É cobrado por empréstimo consignado que não pediu? Saiba o que fazer

18 de agosto de 2021

Olá, amigos!Mais uma vez o De Olho No Seu Direito na área. Dessa vez, vamos falar sobre empréstimo consignado sem autorização.

Temos recebido relatos de pessoas que estão sendo cobradas por empréstimo consignado que não pediram.

O empréstimo consignado é aquele em que o banco ou a financeira empresta dinheiro e a parcela é descontada diretamente da folha de pagamento do salário, da aposentadoria ou da pensão.

O consumidor, ao perceber que está sendo cobrado por um empréstimo consignado que não pediu, deve entrar em contato com o banco. Guarde todas as provas de que tentou contatar a instituição para devolver o dinheiro e resolver o problema.

As provas podem ser e-mails, números de protocolos de atendimento por telefone e se for pessoalmente a uma agência, exija um documento que confirme o atendimento. Em alguns casos, pode ser necessária uma perícia para conferir a autenticidade da assinatura no contrato de empréstimo.

O consumidor também deve registrar boletim de ocorrência em uma delegacia mais próxima ou pela internet.

Com o B.O. em mãos, deve deixar uma reclamação na ouvidoria da Previdência Social do INSS, pelo site ou telefone, o número é 135. E, abrir uma reclamação no Banco Central, também pelo site ou por telefone, discando o número 145.

Se ficar comprovado que o cliente não autorizou o empréstimo consignado, o consumidor tem direito à devolução das parcelas debitadas indevidamente do seu salário. Além disso, a Justiça costuma condenar o banco a pagar uma indenização por danos morais.

Para mais informações sobre empréstimo consignado, procure um advogado de sua confiança ou a OAB da sua cidade.

Sobre o De Olho No Seu Direito

O De Olho No Seu Direito é um programa com conteúdo meramente informativo, produzido, exclusivamente, pelo escritório Posocco & Advogados Associados.