Compartilhe esse conteúdo

Quem fez financiamento ou consórcio de carro, por exemplo, mas se atrapalhou com as contas por causa desta pandemia, consegue devolver o veículo? Confira a resposta nesta reportagem de Misael Mainetti, para o telejornal SP Record, da Record TV Litoral, com a participação do advogado Fabricio Posocco, do escritório Posocco & Advogados Associados.

O carro é financiado e o bolso apertou. O que fazer agora?

A Camila passou por isso.

“Eu tive dificuldade de repassar o financiamento. Justamente por estar no momento de crise, nem todas as pessoas aceitam fazer uma dívida nesse momento, né? E eu não queria deixar minha renda comprometida, sem saber se futuramente essa situação poderia se agravar ainda mais. De repente, eu não conseguir arcar com as parcelas ou pagar com atraso, que teriam muitos juros. O juro normalmente é bem alto. Então, eu não quis comprometer isso.”

Este advogado explica que também é possível fazer a chamada devolução amigável. Mas, antes de tudo ele ressalta: “Cada caso é um caso”.

“A primeira coisa que a gente tem que saber é como a gente faz nessa situação do financiamento para conseguir ter uma resposta objetiva em relação a devolver o carro. Por exemplo, muitas vezes, a gente precisa saber qual é o seu problema. Você, de repente, comprou um carro e não consegue mais pagar. A solução é devolver o carro. Calma. Vamos observar se essa é a solução correta.”

Só é possível devolver o veículo financiado se a instituição aceitar.

“Você precisa telefonar para o banco. Precisa observar com os agentes do banco quais são os valores que esse carro vai ser recebido. Esse carro vai ser levado para um leilão. E posteriormente, depois desse leilão feito, vai ser visto qual o valor que ele foi arrematado. Dependendo do valor que ele foi arrematado, se ainda tiver faltando alguma coisa para pagar, a dívida continua. A dívida não acaba. Então, não é simplesmente ir lá, entregar o carro e achar que acabou com os problemas. Não. Precisa ser avaliado isso com calma para não ter essa surpresa depois.”

E atenção! Não espere o contato da instituição. Faça isso você mesmo. Para oficializar a devolução é preciso reconhecer firma em cartório. Já existe atendimento presencial, com agendamento prévio.

O veículo precisa estar em boas condições. Não é simplesmente assim: comprei um carro, não consigo pagar e vou devolver o veículo. Tudo vai depender do contrato que você assinou. Sabe aquela velha história “assinei sem ler direito”. Pois é, o prejuízo pode ser grande.

“As pessoas, muitas vezes, procuram e demoram bastante tempo escolhendo o produto que elas querem. Elas demoram bastante tempo identificando o que elas querem. Mas, na hora de fazer o financiamento, elas querem se ver livres daquele lugar, daquela montanha de papel. Então, a pessoa pergunta onde tem que assinar. Rabisca lá qualquer coisa sem ler. Sem tomar as informações pertinentes. E, depois pode ter um prejuízo muito grande.”

“É muito importante que você possa ler aquilo que você está assinando. De repente, alguém vai perguntar: ‘Doutor, eu não consigo entender o que está escrito aqui?’ Então não compre naquele momento. Espere um pouquinho. Procure uma pessoa que você confie, um advogado de sua confiança, procure a OAB da sua cidade. Tire a dúvida em relação àquele negócio.”

A situação muda um pouco quando o assunto é consórcio.

“No consórcio, se eu não consigo pagar e vou parar de pagar esse bem. Porém, eu só vou poder rever os valores que eu paguei quando esse grupo terminar. O que é muito comum estar escrito nos contratos. Então, é aquela história: o bem são 36 pagamentos, são 48 pagamentos, 72 pagamentos… Eu já paguei 10. Não quero mais. E, agora como é que eu faço? Você vai ter que esperar até ao fim do grupo para poder receber os valores de volta.”

Veja a reportagem

Imagem: senivpetro/freepik

OUTRAS INFORMAÇÕES

Reportagens em vídeo: posocco.com.br/tv
Reportagens em áudio: posocco.com.br/radio
De Olho No Seu Direito: posocco.com.br/#videos
Estes conteúdos também são encontrados no SoundCloud e no YouTube.

SIGA NOSSAS REDES SOCIAIS

Facebook: facebook.com/PosoccoAssociados
Instagram: instagram.com/PosoccoAdvogadosAssociados
YouTube: youtube.com/PosoccoAdvogadosAssociados
SoundCloud: soundcloud.com/posocco
WhatsApp: (13) 99200-9191 e (11) 99217-5115

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *