Compartilhe esse conteúdo

Especialista alerta contra situações pouco comuns previstas pela legislação brasileira e que rende multas e até suspensão no direto de dirigir

Por Fabricio Sicchierolli Posocco

Prezado Leitor, você já está cansado de saber que dirigir sem cinto de segurança é infração e que falar no celular rende uma multa salgada, certo? No entanto, existem muitas outras restrições na legislação de trânsito brasileira que você nem imagina. Confira algumas das infrações mais incomuns e evite multas inoportunas:

1. Devagar demais, não pode!

Em uma cidade cheia de radares como grande parte das nossas metrópoles não há como não prestar a atenção no limite de velocidade máxima permitido em cada uma das vias. Mas cuidado com esse “freio puxado”, uma vez que também existe multa para quem transita abaixo de uma determinada velocidade. Segundo o código de trânsito brasileiro, a velocidade mínima do carro não deve ser inferior à metade da velocidade máxima estabelecida para a via no qual ele trafega. Por exemplo: se o limite máximo da via é 60 km/h, a velocidade mínima que deve ser respeitada é de 30 km/h. Aos mais “vagarosos”, a infração é considerada média e sujeita a uma multa de R$ 85,13 e 4 pontos na carteira. 

2. Nos dias de chuva, nada de banho nos outros…

Imagine a cena comum nos dias de hoje: chuva, pontos alagadiços, e aquelas “pocinhas de água” se acumulando na rua e principalmente em esquinas e guias rebaixadas; um carro vem em alta velocidade e passa esguichando água nos pedestres que estão na calçada. Há quem consiga achar graça de uma situação como essa…. Mas saiba que essa “gracinha” também pode render uma multa. A infração é considerada média, e sujeita a 4 pontos na carteira e uma multa de R$ 85,13 previstos no código de trânsito para quem cometer a infração. Da mesma forma, trafegar com o veículo nos dias de chuva sem o acionamento do limpador de para-brisa, também pode gerar uma tremenda dor de cabeça para os motoristas. A prática representa infração com multa de R$ 127,69 e 5 pontos na habilitação. A mesma autuação vale também para quem conduzir o veículo com o limpador de para-brisa em má condição de uso.

3. Nada de show no trânsito!

Apesar das facilidades em se observar nos dias de hoje carrões importados e verdadeiras obras primas “tunadas”, utilizar-se do veículo para “aparecer”, promovendo verdadeiro show de manobras radicais ou de arrancadas em semáforos, sujeita o infrator a uma multa de 7 pontos na carteira, considerada uma infração gravíssima, além da penalidade de R$ 191,54 e ter a habilitação e o veículo retido. Da mesma forma, aqueles que gostam de ostentar um “som tunado”, ouvindo o “pancadão” no volume máximo também estão sujeitos à mesma punição, haja vista ser considerada uma infração grave aqueles que se utilizam de equipamento de som com volume não autorizado pelo CONTRAN (80 decibéis), podendo até mesmo o veículo ficar retido para regularização. Sua única salvação é se o seu veículo for um trio elétrico, aí pode!

4. Por que parou? Parou por quê?

Não observar que seu veículo se encontrava na reserva e acabar o combustível “no meio da via”, além de ser um “grande mico”, rende 4 pontos na carteira e uma multa de R$ 85,13 que pesa no bolso. Como com essa grana dava pra passar no posto… aprenda com isso, não pague mico, e preste mais atenção na próxima vez! 

5. Só a “mamãe” fez um filhinho esperto???

Nos dias de trânsito mais intenso e engarrafamentos medonhos, é muito comum observarmos “motoristas espertinhos” tentando seguir as ambulâncias, bombeiro, carros de polícia e veículos da própria CET para saírem do congestionamento. Essa “esperteza” do motorista que objetiva tirar proveito dessa situação de preferência de tráfego, na verdade se trata de uma “grande bobagem”, pois rende além de 5 pontos na carteira, uma multa de R$ 127,69 ao infrator.

*Fabricio Sicchierolli Posocco é professor universitário e advogado especialista em Legislação de Trânsito, sócio do escritório Posocco & Associados – Advogados e Consultores (www.posocco.com.br)

Este artigo foi publicado no site Auto Giro Web.

Imagem meramente ilustrativa

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *